Passar para o Conteúdo Principal Top
Mostrar links rápidos
Câmara Municipal de Murça
Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

Anibal Augusto Milhais, "um dos maiores heróis da nossa pátria"

Anibal Augusto Milhais, "um dos maiores heróis da nossa pátria"
08 Abril 2014

Faz hoje, dia 9 de abril, 96 anos que o murcense Aníbal Augusto Milhais integrava o Corpo Expedicionário Português, na I Guerra Mundial.

Chamava-se Aníbal Milhais, mas ficou na memória popular como "Soldado Milhões". Nasceu em Valongo de Milhais, concelho de Murça, e foi agricultor durante toda a vida, à excepção do tempo em que foi soldado à força.

Prestou serviço no Regimento de Bragança e mais tarde no de Chaves. Em 1917, partiu para a frente de combate. Um ano depois, lá estava ele, no meio da batalha de La Lys, no campo de Isberg, cobrindo a retirada dos soldados portugueses e escoceses. Sozinho numa trincheira, Milhais varreu à metralhadora uma coluna de alemães que terão julgado que enfrentavam um regimento inteiro e não apenas um soldado. O gesto de Milhais permitiu aos aliados reagruparem-se 30 quilómetros mais atrás

Milhais, esse, continuou sozinho, a vaguear pelos campos. Quatro dias depois da batalha encontrou um médico escocês que o salvou de morrer afogado num pântano e que deu conta ao exército aliado dos feitos de Aníbal. Chegado ao acampamento, Milhais terá ouvido do seu comandante um elogio que se lhe colou: "Chamas-te Milhais, mas vales milhões!" O feito valeu-lhe a maior distinção do Estado Português: a Ordem da Torre e Espada, entregue no campo de batalha.

Regressado à sua terra e à vida de sempre, acabou por emigrar em 1928 para o Brasil, onde não fez fortuna. Portugueses lá residentes promoveram uma subscrição a seu favor e "Milhões" regressou a Portugal. E voltou à agricultura. Morreu em 1970.