Passar para o Conteúdo Principal Top
Mostrar links rápidos
Câmara Municipal de Murça
Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

Grupo de Cidadãos de Murça cria petição pública contra o encerramento de Tribunais no Interior

Grupo de Cidadãos de Murça cria petição pública contra o encerramento de Tribunais no Interior
07 Fevereiro 2014

Ao longo das últimas horas, vários presidentes de Câmara anunciaram que vão interpor providências cautelares para travar o encerramento dos tribunais.

Murça, Mêda e Boticas são alguns dos concelho que, segundo o novo mapa judiciário perdem o tribunal. Os autarcas dizem que não foram consultados sobre estes encerramentos e por isso vão recorrer à Justiça.

Depois do descontentamento e discordância demonstrada pelos autarcas, também os cidadãos de Murça, distrito de Vila Real, estão indignados com a aprovação do novo mapa judiciário pelo Conselho de Ministros, divulgada ontem quinta-feira, e que prevê o encerramento de 20 tribunais entre os quais o de Murça, e um grupo de cidadãos avançou esta manhã com uma Petição Pública contra o Encerramento de Tribunais no Interior.

A petição que será dirigida à Assembleia da Republica, ao Presidente da Republica e Ministra da Justiça, tem como apelo “fechar serviços no interior é programar a desertificação do mesmo. Os Tribunais são referências necessárias à população local, é necessário que a sangria de serviços não continue a ocorrer e não se fechem centros de Saúde, urgências médicas, Repartições de Finanças. É necessário encontrar um novo modelo de desenvolvimento que sirva todos os Portugueses e não apenas os grandes centros urbanos. Mais de 80 % da energia produzida em Portugal, é produzida no interior, todo o ouro extraído no Pais saiu do interior, o que se fez e faz ao resultado desses impostos?

NÃO DESTRUAM MAIS, NÃO DESERTIFIQUEM O INTERIOR!”

População mais longe dos serviços públicos e pior prestação ao público, são as preocupações do presidente da Câmara Municipal de Murça, José Maria Costa, perante aquilo que se diz ser “a vaga de encerramento de serviços e o fechar da porta dos territórios do interior”.

Pode consultar aqui a petição.