Passar para o Conteúdo Principal Top
Mostrar links rápidos
Câmara Municipal de Murça
Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

EDP vai apoiar projeto social promovido pelo Município de Murça

EDP vai apoiar projeto social promovido pelo Município de Murça
Imagem1
Imagem2
Imagem3
Imagem4
Imagem5
Imagem6
Imagem7
18 Fevereiro 2015

Murça, Alijó, Macedo de Cavaleiros, Alfandega da Fé, Moncorvo, Amarante, Lafões e Parque do Tua, Mogadouro, Oliveira de Frades são zonas escolhidas para receber projetos sociais da EDP no valor de 200 mil euros, anunciou recentemente a empresa.

São mais de 10 mil beneficiários que a EDP vai apoiar através do EDP Solidária Barragens, um programa de apoio a iniciativas sociais desenvolvidas nos concelhos abrangidos pelos novos investimentos hidroelétricos da empresa do setor energético.

Grupos de voluntários que promovem atividades culturais para combater o isolamento, serviços para pequenas reparações domésticas, ecoturismo inclusivo, instituições de um mesmo concelho que se associam para criar sinergias nos cuidados a idosos e a portadores de deficiência foram alguns dos projetos sociais que a EDP vai apoiar de entre as 77 candidaturas apresentadas a concurso.

Um dos catorze projetos finalistas e vencedores, dos dois selecionados no Distrito de Vila Real foi o "IrisMurça", que se destina a ajudar 169 pessoas com necessidades especiais (deficiência mental) dos 19 aos 65 anos num Centro de Atividades Ocupacionais, de lazer e terapêuticas, uma iniciativa que será promovida pela Câmara Municipal de Murça.

Na cerimónia pública onde foram anunciados os projetos vencedores, que decorreu nas instalações da Fundação EDP no Porto, em representação do Município de Murça esteve a vereadora Ana Paula Cruz, que não escondeu a sua satisfação e agrado pela aprovação do Iris Murça, “ficamos deveras satisfeitos pela oportunidade de partilhar conhecimentos, saberes e experiências que são a base do crescimentos de uma sociedade proactiva que age e toma a iniciativa de arregaçar as mangas e procurar soluções inovadoras na resolução dos problemas”.

Segundo Ana Paula Cruz, “a iris é a parte do olho que lhe dá a cor, o nosso projeto, iris Murça, visa a união de esforços para alcançar uma vida cheia de cor para as pessoas portadoras de deficiência do concelho de Murça”.

A novidade desta sexta edição do EDP Solidária Barragens é que as 77 candidaturas apresentadas a concurso puderam aceder a consultores voluntários para melhor prepararem os respetivos projetos.

No total, houve 39 alunos e dez técnicos e professores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e do Instituto Politécnico de Bragança a trabalhar com as instituições", explicou a EDP, que classificou a parceria de "inédita" e que foi pensada para "reforçar competências das instituições e garantir aos universitários uma experiência mais aproximada da realidade social".